15/05/2013 às 09:15 - Atualizado em 18/02/2016 às 20:59

Produtos da cesta básica em São Luís tiveram aumento de 4,2% em abril

Pesquisa do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos (Imesc), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan) informa que a cesta básica em São Luís custou R$ 270,59 no mês de abril. O valor do conjunto de gêneros alimentícios essenciais apresentou um aumento de R$ 10,97 em relação a março, ou seja, uma variação de (4,2%).

 Entre os 12 produtos que compõem a cesta, 10 itens contribuíram para o respectivo aumento: o tomate (12,0%), leite (9,4%), banana (5,9%), feijão (4,2%), açúcar (3,1%), manteiga (2,6%), café (1,7%), carne (1,5%), farinha (0,6%) e o pão (0,4%). Arroz (-6,1%) e óleo (-3,6%) foram os dois únicos produtos que registraram queda no preço.

 Comparando com abril do ano anterior, nenhum item sofreu redução. O aumento dos produtos ficou da seguinte forma: farinha (131,0%), tomate (111,2%), banana (72,7%), arroz (24,9%), leite (24,0%), pão (17,4%), manteiga (9,5%), café (8,6%), óleo (3,9%), carne (3,8%), açúcar (2,0%) e feijão (0,8%). Assim, a variação anual ficou em 32,6%.

De acordo com o Imesc, para adquirir os produtos que compõem a cesta básica, o trabalhador que ganha um salário mínimo, precisou comprometer 39,9% da sua renda, no mês de abril. Ou seja, tomando por base uma jornada de trabalho de 220 horas, o trabalhador precisou laborar 87 horas e 48 minutos para obter o montante equivalente ao valor da cesta. Deste modo, apenas 60,1% do salário estaria disponível para outras despesas, como habitação, vestuário, transporte, higiene, lazer, entre outras.

O cálculo da cesta básica é feito com base no Decreto Lei 399, de 30 de abril de 1938, que fundamenta o salário mínimo e que estabelece os produtos, assim como suas respectivas quantidades que equivalem a Ração Essencial Mínima capaz de alimentar um trabalhador em idade adulta.

 Capitais

Sobre as 18 capitais, nas quais o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realiza mensalmente o cálculo da cesta básica, o valor para o mês de abril de 2013 foi o seguinte, por cidades: São Paulo (R$ 344,30), Manaus (R$ 339,64), Vitória (R$ 328,94), Rio de Janeiro (R$ 327,52), Belo Horizonte (R$ 324,53), Porto Alegre (R$ 312,28), Florianópolis (R$ 311,41), Brasília (R$ 309,68), Belém (R$ 307,18), Recife (R$ 298,35), Curitiba (R$ 296,69), Fortaleza (R$ 291,08), João Pessoa (R$ 290,96), Natal (R$ 286,58), Goiânia (R$ 284,22), Campo Grande (R$ 271,65), Salvador (R$ 268,05) e Aracaju (R$ 247,72).

 Dessas, 12 capitais registraram aumento no valor da cesta básica, sendo que os mais significativos ocorreram em: Recife (6,55%), João Pessoa (5,94%), Belém (5,25%). As quedas ocorreram em Salvador (-4,63%), Porto Alegre (-3,00%) e Campo Grande (-1,73%).

FONTE: O Imparcial- Negócios

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de São Luís

  • Endereço:
    Avenida dos Holandeses, s/n - quadra 04 - Jardim Renascença II
  • CEP: 65075-650
  • Processo: 105
  • Telefone(s):(98) 3222-9305
  • Email contato: slzsincovaga@gmail.com
  • Presidente:
    MANOEL ANTONIO SOUZA BARBOSA